NOME DE POBRE NO BRASIL

terça-feira, 5 de março de 2013

HAPPY NEW YEAR, VERSOS DA ABBA TRADUZIDOS

Pessoal, Meu ano jamais começa no dia indicado no calendário. Algumas colunas já estão prontas até fevereiro. Outros começos entretanto só se dão de abril em diante. Pensando nisso, desejo a todos vocês Happy New Year, Feliz Ano Novo! Amanhã serão 6 de 2 de 2013! Cabala nesses números! E abraços do Deonísio Happy New Year ABBA Happy New Year ABBA abrir original » Feliz Ano Novo Não há mais champanhe E os fogos acabaram Aqui estamos, eu e você Sentindo-nos perdidos e tristes Esse é o fim da festa E a manhã parece tão cinzenta Tão diferente de ontem Agora é o momento de dizermos Feliz ano novo Feliz ano novo Desejo que nós tenhamos uma visão de agora e sempre De um mundo onde cada vizinho é um amigo Feliz ano novo Feliz ano novo Desejo que nós tenhamos nossas esperanças nossas vontades de tentar Se nós não fizermos o que podemos assim como descansar e morrer Você e eu Às vezes eu vejo Quão bravo chega o mundo novo E eu vejo como se prospera Nas cinzas de nossas vidas Oh sim, o homem é um tolo E ele acha que tudo ficará bem Arrastando seus pés de barro Nunca sabendo que está no caminho errado E continua indo do mesmo jeito Feliz ano novo Feliz ano novo Desejo que nós tenhamos uma visão de agora e sempre De um mundo onde cada vizinho é um amigo Feliz ano novo Feliz ano novo Desejo que nós tenhamos nossas esperanças nossas vontades de tentar Se nós não fizermos o que podemos assim como descansar e morrer Você e eu Me parece agora Que os sonhos que eu tinha antes Todos estão mortos, nada mais Do que confete no chão É o fim de uma década Nos próximos dez anos Quem pode dizer o que acharemos Quais mentiras esperam no fim da linha No fim de oitenta e nove Feliz ano novo Feliz ano novo Desejo que nós tenhamos uma visão de agora e sempre De um mundo onde cada vizinho é um amigo Feliz ano novo Feliz ano novo Desejo que nós tenhamos nossas esperanças nossas vontades de tentar Se nós não fizermos o que podemos assim como descansar e morrer Você e eu