NOME DE POBRE NO BRASIL

sábado, 21 de junho de 2014

O E-BOOK CHEGOU A MACONDO (SP)

São Carlos é a capital da tecnologia? Há controvérsias. Para mim, a capital é a Macondo do interior de São Paulo, como chamo São Joaquim da Barra. Lá vive o senhor Cirineu, mesmo nome de célebre personagem da via-sacra. Ele aparece na quinta das 14 estações. Ia passando pelo caminho e foi convocado a ajudar Jesus a carregar a cruz. Quantos Cirineus há no Brasil? De ouvir falar, só conheço esses dois. Soube que na terra do cantor Rolando Boldrin e do juiz Paulo Scanavez, entre outras personalidades, vive também uma senhora chamada Arlete Silva dos Santos, de 35 anos, mãe de uma filha de dez.
Dona Arlete está lendo em média três livros por dia! Foi a primeira a tomar emprestados livros em formato “e-Book”. Como toda leitora extraordinária, lê de tudo, de Monteiro Lobato a Adelaide Carraro, de Nora Roberts a Sidney Sheldon. Ela soube que poderia cadastrar-se na Biblioteca Digital da cidade. Agora, com “login” e senha, dona Arlete lê em casa, a hora que bem quiser, os livros escolhidos. Cada um de nós pode levar consigo uma biblioteca de até 30.000 livros num aparelhinho chamado “e-reader”. No Brasil, ele é vendido por R$ 126 (modelo mais simples), podendo chegar a quase R$ 2 mil. Soube das altas façanhas da leitora de São Joaquim da Barra por Galeno Amorim, ex-presidente da Biblioteca Nacional, agora dirigindo a Árvore de Livros, da qual ele é CEO, iniciais de Chief Executive Officer, Chefe Executivo de Ofício, isto é o chefão da empresa. O tédio é uma cruz e tem mais de 14 estações. A leitura é nosso Simão Cirineu. Fazia séculos que o livro era basicamente o mesmo, desde a primeira bíblia de 42 linhas de Gutenberg. Mas irrompeu no mundo uma revolução: o livro eletrônico. (xx) Quer saber mais? www.arvoredelivros.com.br Em S. Joaquim da Barra já sabem! • Da Academia Brasileira de Filologia, escritor e professor, autor de 34 livros. Está publicado em Portugal, Cuba, Itália, Alemanha, Suécia etc. Os mais recentes são “Lotte & Zweig”