NOME DE POBRE NO BRASIL

terça-feira, 10 de junho de 2014

DE JSFERREIRA, DOM LULOTE.

Laércio e os Babacas do Metrô por JCSFerreira em 6 de junho de 2014 5391473f70f7e Imaginem a cena: Nós, brasileiros, camisa verde e amarela da Seleção, muita purpurina no corpo, mulatas sambando ao lado cheias de penas, latinhas de cerveja por todos os cantos, o cheiro de mijo subindo do asfalto quente, e todos montados em seus jumentos, orgulhosos, de sermos cidadãos felizes, sem frescura e, principalmente, obedientes ao nosso Imperador Luis Inácio. Ele, com muita propriedade intelectual, moral e vivência, afastou a nefasta tese de que metrôs seriam importantes para a Copa ou para as cidades de maneira geral. Há alguns anos, ainda dotado de certo realismo em minhas ideias, eu tenderia a discordar de Sua Excelência, mas agora, montado em Laércio, meu jumento, começo a acreditar em tudo que o Lula fala. Tenho para mim, no fundo de minha alma, que ele é um visionário, um sonhador, um homem à frente de seu tempo. Ele é uma espécie de Dom Lulote e nós, brasileiros novamente, somos todos Sancho Panças, movidos de um realismo duro, cruel, pragmático, para uma espécie de transe em que tudo que não fazia o menor sentido, agora faz. Com a diferença de que Sancho tinha um burro e nós jumentos, mas burro é coisa de espanhol capitalista, eu consigo entender a retórica do Imperador Inácio I. Finalmente eu consigo compreender a raiva de Lula sobre o assunto, e aqui abro aspas para o destemido leitor que cavalga ao meu lado também entender (confesso que não sei se o verbo “cavalgar” se aplica aos nossos jumentos): “Nós nunca reclamamos de ir a pé. Vai a pé, vai descalço, vai de bicicleta, vai de jumento, vai de qualquer coisa. A gente está preocupado? Ah não, porque agora tem de ter metrô até dentro do estádio. Que babaquice que é essa?” (Luis Inácio Lula da Silva – 16/05/14) Babacas, presidente! Vossa Excelência tens toda razão! Aonde já se viu um povo que paga apenas 40% de impostos reclamar? Exigir!? É um desrespeito à sua biografia. Você, o homem mais Ético da história do Brasil, segundo suas próprias palavras. Senhor presidente, como podem exigir algo de nosso amado governo, aquele que tudo nos provém. Saúde, Educação, Segurança, Transportes, de graça e ainda lutam para continuar no poder, para nos ajudar, para não nos deixar cair nas mãos de eventuais políticos malvados que, veja a ousadia, tentem instalar Metrôs nas grandes cidades; busquem construir ferrovias de Norte a Sul, pra facilitar o transporte de todos os setores produtivos e ainda servir como meio de locomoção para os cidadãos, com preço muito reduzido; que queiram enxugar a máquina pública para reduzir os impostos; eventuais governantes que ousem priorizar a Educação para, no futuro, a população aprender a discernir o óbvio; para entender que os mais pobres pagam, proporcionalmente, mais impostos que os ricos, da famosa “elite” que o Sr. Sempre menciona; que falam que o reajuste dos aposentados pela presidenta Dilma é falso, porque é menor que a inflação; entender que somente o conhecimento, a sabedoria salva um ser humano, quer como cidadão, quer como ser filosófico propriamente dito; mas, tudo isso, Lula, são pensamentos de racionais, medrosos e covardes. Eu sei, porque já fui assim e agora, com vossa ajuda, encontrei a Luz dos que sonham, que vivem a vida de forma leve e sábia. Enquanto esses babacas continuam a cobrar o governo por luxos capitalistas, eu estou ao seu lado e de todos os companheiros, junto de Laércio, rumo ao Maracanã para vibrar por esta conquista do PT, a “Copa das Copas”, e ajudar a nossa companheira Dilma, a mulher mais competente já vista no Brasil, a se reeleger. Brasileiro é folgado, Imperador. Enquanto esses loucos da oposição acham um absurdo a Petrobrás ter perdido 50% de seu valor de mercado, nossa Mãe Dilma, consciente e serena, vai inaugurar nosso belíssimo Porto de Mariel em Cuba, isso sim de extrema importância para todos. Diferentemente deste metrô de babacas ociosos. E o povo não reconhece este feito. Que outra nação, do mundo atual, pode ter a honra de ter pego o dinheiro do contribuinte, para construir um porto na importantíssima nação de Cuba? Nenhuma. E aí, novamente, me dá uma sensação tão boa de ter largado meu complexo de realista e me entregado aos sonhos do PT, eu sinto que faço parte, não sei do que, mas faço. Me sinto acompanhado, sei que não estou sozinho nessa conversão, nesta cavalgada histórica rumo à vitória. Não sei é Vitória da Conquista ou Vitória no sentido de triunfar, mas é inegável que faço parte de algo muito maior e é tão bom não me sentir sozinho. Eu gosto de estar bem acompanhado e talvez seja por isso que tenha horror a metrô. É muito babaca junto num só lugar! P.S.: O Laércio vai poder entrar comigo no estádio? Ou deixo ali no gramadinho do estacionamento?