NOME DE POBRE NO BRASIL

quinta-feira, 20 de março de 2014

NOMES DE PESSOAS EM PALAVRAS DO PORTUGUÊS

Se você quiser ouvir o programa, faça o download no link abaixo. http://www.hightail.com/download/elNKSmJ4SU9JMHZ2WnNUQw Nomes de pessoas que viraram palavras. HANSENÍASE (novo nome da lepra, que em Grego quer dizer escamação, depois que o norueguês Gerhard Frankfurt isolou o bacilo da lepra), ABREUGRAFIA (do nome do médico paulista Manuel de Abreu, que inventou este novo método de diagnosticar a tuberculose) , GUILHOTINA (do nome do médico francês Joseph Ignace Guilhotin, que propôs a lâmina louisette, inventada por um certo Luís, para humanizar as execuções na Revolução Francesa: ele também foi guilhotinado), NICOTINA ( do francês Jean Nicot, então embaixador da França em Portugal, ao enviar sementes de tabaco à rainha Catarina de Médicis),
LARÁPIO (do nome do juiz romano Lucius Antoniu Rufus Apius, que se assinava L.A.R.APIUS, e vendia sentenças, era ladrão), ALGARISMO (da localidade de Al Kharizm, onde morava o matemático árabe Jafar Moahmed Ibn Musa, que viveu no século IX), MAUSOLÉU (do túmulo do rei Mausolo, uma das 7 maravilhas da antiguidade, por suas dimensões extraordinárias) , CRASSO (do nome de um general romano, Marco Licínio Crasso, que fez grande erro de estratégia e perdeu célebre batalha contra os partos, perecendo ele também), BOICOTE (do nome do inglês Charles Boycott, que liderou uma revolta de camponeses), FILIPETA (do nome de um comerciante brasileiro que vivia no Rio, era dono de frota de táxis e emitia notas promissórias frias), À BEÇA (do nome do jurista alagoano Gumercindo Bessa, que falava demais), ZEPELIM (do nome do conde Zepelim, que construiu o dirigível que levou seu nome), ALFARRÁBIO (do nome de um sábio de Al Farabi, que anotava tudo em papéis, que ia guardando sem muita ordem, virando papéis velhos), BALZAQUIANA (do nome do escritor francês Honoré de Balzac, cujas personagens emblemáticas têm um charme especial, por volta dos 30 anos), BADERNA (do Latim, designando bagunça, mas reforçada pela presença da dançarina italiana Marietta Baderna, que causou furor no Rio, quando visitou a cidade, em 1851), DALTÔNICO (do nome do físico inglês John Dalton, portador da deficiência que mistura as cores, fenômeno que ele estudou) e SAFADO (de um étimo árabe que significa desaparecido - o grumete e o marinheiro desapareciam no navio e escapavam ao trabalho -, com influência do nome de Safo, a poetisa que Platão considerou a décima musa: ela vivia na Ilha de Lesbos e defendia as homossexualidades, muito condenadas depois do advento do cristianismo). Hightail www.hightail.com Hightail helps 43 million professionals around the world securely share files and folders from anywhere.