NOME DE POBRE NO BRASIL

terça-feira, 11 de março de 2014

ETIMOLOGIAS DE CARNAVAL, QUARESMA, NOME E SOBRENONE

Carnaval: de origem controversa, mais provavelmente do dialeto de Milão carnelevale, fixado no Italiano carnevale, por sua vez radicado na expressão do Latim carne, vale (adeus, carne) ou carnelevamen (prazeres da carne) , designando os festejos dos dias que antecedem a entrada da Quaresma, também conhecidos como entrudo, do Latim introitu, entrada. O étimo está presente no Francês carneval, no Inglês carnival no Alemão Karneval no Alemão, no Italiano carnevale e no Espanhol carnaval. Pode ter-se mesclado com a expressão do Latim carrus navalis, carreta em forma de barco presente nas festas romanas, provavelmente trazidas dos cultos dionisíacos já em vigor na antiga Grécia entre os séculos VII e VI a.C., celebrando boas colheitas, vitórias e outras celebrações marcadas por alto consumo de vinho e excessos libidinosos da sensualidade. Afinal Dyoniso, para os gregos, e Baco, para os romanos, eram deuses do vinho e da sensualidade. Em 2014, o Carnaval em verdade vai começar na sexta-feira, dia 28 de fevereiro, estender-se até 5 de março, quarta-feira de cinzas.
Nome: do Latim nomen, palavra que designa pessoa, animal, coisa, divindade, oceanos, mares, rios, lagoas, montanhas etc. Entre os lugares, o primeiro a receber um nome foi o Monte Pascoal, na Bahia, assim chamado por ter sido avistado na Páscoa de 1500. No caso do nosso nome, é a primeira coisa que não escolhemos, depois dos pais e do lugar onde nascemos, e o carregaremos pela vida afora, mantendo-o depois da morte na identificação dos jazigos e na memória alheia. No Brasil, durante muitos séculos a certidão de batismo na igreja católica substituiu o registro civil. Onomástica: do feminino substantivado do adjetivo do Grego onomastikós, arte de dar nomes. Entre nós, o nome feminino mais comum é Maria. Há cerca de 14 milhões de Marias e 8 milhões de Josés no Brasil, vindos respectivamente do Hebraico Míriam e Yôseph. Míriam, originalmente surgido no Egito, tem o significado de amada de Amón, o principal deus egípcio. Yôseph quer dizer Yavé acrescenta. Em pesquisa feita pela Pro Score em CPFs, José, Antônio, João, Francisco e Luís são os cinco nomes masculinos mais frequentes. Maria, Ana, Francisca, Antônia e Márcia os cinco femininos. Edson e Éder, por causa de Pelé (73) e de Éder Jofre (77), assim como Ester, em razão de Maria Ester Bueno (74) foram muito comuns quando esses esportistas apareciam muito no rádio e nos jornais. Às vezes um nome entra na moda, mas depois não aparece mais nos registros, como foi o caso de Maíra, provavelmente nome feminino de índias das tribos kaapo ou urubu, personagem e título de livro de Darcy Ribeiro (1922-1997). Embora exista no Árabe também, Maíra veio provavelmente de nome de índios kaapo e urubu, entre os quais o antropólogo viveu vários anos. Quaresma: do Latim quadragesima, subentendo da expressão quadradagesimam diem antes da Páscoa, que virou quaresima no Latim vulgar. A contagem é controversa. Para que tenha 40 dias, no ano de 2014, o período se completa entre 5 de março, quarta-feiras de cinzas, e 13 de abril, domingo. No rito ambrosiano, começa no domingo seguinte à quarta-feira de cinzas e termina no Sábado de Aleluia. Por esta contagem, este ano a quaresma terá 34 dias. Os números nem sempre batem porque a Páscoa e a Quaresma são medidas pelo calendário lunar. Sobrenome: do Latim super, sobre, e nomen, nome, designando em geral nome de família acrescentado ao prenome. Na tradição luso-brasileira, são usuais dois sobrenomes: o da mãe e o do pai. Os espanhóis driblaram o limite de dois sobrenomes juntando dois maternos e dois paternos, cada par com um hífen. Predominam seis motivos nos sobrenomes: São seis os principais motivos de nossos sobrenomes: 1) o lugar onde viviam nossos ancestrais: quem morava em cidades perto de matas era Silva; e eram Campos, se ali viviam; no litoral, eram Costa; 2) honras recebidas: Valente, Nobre e Bandeira remetem a comportamentos, principalmente em batalhas; 3) Aparência ou ligação com bichos: Barata, Cão, Coelho, Peixoto (peixinho), Lobato (lobinho); 4) Religião: o santo do dia é seu nome; 5) Profissão: os Penteado usavam ou fabricavam perucas, costume copiado de franceses e ingleses; 6)mesmo nome de familiares: Neto, Filho ou Júnior, Sobrinho, Genro. Também o Inglês Wood, bosque, e o Alemão Berg, montanha, estão presentes em muitos sobrenomes, e igualmente profissões como Schumacher e Schneider, sapateiro e alfaiate, em Alemão, respectivamente, são exemplos disso. Zelote: do Grego zelotes, de zêlos, ciúme, ardor, ciúme, designando integrante de movimento político deflagrado na Palestina ao tempo em que Jesus (entre 8 e 4 a.C.- entre 25 e 29), havendo indícios em alguns dos 315 evangelhos apócrifos de que havia zelotes entre seus apóstolos, discípulos e seguidores. Zelotas ou não, todos os que se proclamavam messias eram executados, quase sempre por crucificação, mas no século I é identificado como “Tiago, irmão de Jesus, o que eles chamam messias” um judeu apedrejado pelos romanos. Há poucos anos, arqueólogos acharam sua urna funerária nos arredores de Jerusalém. Outros, que tiveram mortes semelhantes à de Jesus foram Teudas, Atronges, Ezequias, Judas Galileu e seu neto Menahem, Simão, filho de Giora, e Simão, filho de Kochba, e O Samaritano. Em comum, todos se proclamaram reis ou messias.