NOME DE POBRE NO BRASIL

quarta-feira, 26 de março de 2014

CACAU, CHOCOLATE, GABRIELA

Hoje falamos de CACAU, que já significou dinheiro. Hoje é dia do CACAU. Quem deu este nome foi Cristóvão Colombo, que não sabia pronunciar o nome desse fruto na língua "nauatle", falada no México pré-colombiano por astecas e maias, cultivadores de cacau. Eles pronunciavam KABKAJ, que quer dizer suco amargo. O verdadeiro cacau parece ter pimenta na composição. Por isso os espanhóis passaram a a acrescentar leite e açúcar e o tomavam quente. Surgiu então a palavra CHOCOLATE, de "chacauh", quente, e "haa", bebida: bebida quente. Hoje alguns fabricantes acrescentam pimenta ao cacau, para lembrar o antigo sabor.
O principal produtor de cacau é a Costa do Marfim,com trabalho e escravo e infantil. No Brasil, ele dava naturalmente na Amazônia e foi trazido para a Bahia, estado onde melhor se aclimatou. CACAU é sinônimo de dinheiro porque os países que eram contra Napoleão apoiaram Dom João VI no incentivo ao cultivo e à exportação do produto, que gerou grandes riquezas, chegando a marcar um dos ciclos econômicos com o seu nome, o CICLO DO CACAU, no século XIX. Na literatura, o ciclo do cacau resultou em grandes romances de Jorge Amado, como GABRIELA,CRAVO E CANELA, que se passa no auge da riqueza do cacau, na década de 1920. O título deveria ser GABRIELA, CRAVO, CANELA E CACAU.