NOME DE POBRE NO BRASIL

sábado, 9 de fevereiro de 2013

EMBALAGENS: VIEMOS NUMA PLACENTA, VOLTAREMOS NUM CAIXÃO

Em ‘A placenta e o caixão’, livro de crônicas originalmente publicadas em jornais e revistas, Deonísio da Silva reafirma a definição do crítico. Tratando dos mais diversos temas, faz de uma notícia, de certa lembrança, do fato que passa despercebido à maioria ou de um mero hífen o mote para o texto que, apesar de breve, está acima da banalidade do cotidiano. Deonísio critica o conformismo inoculado, como um vírus, nos intelectuais brasileiros, fere de morte os burocratas, mostra-se ótimo leitor da ficção contemporânea brasileira e não teme falar de seus pares ou expor suas preferências.