NOME DE POBRE NO BRASIL

quarta-feira, 24 de julho de 2013

VELHOS E NOVOS MUNDOS SOB AS PALAVRAS

1. A Jornada Mundial da Juventude celebra uma idade situada entre a infância e a velhice, as duas pontas da vida, cujas fronteiras variam muito, mas preservam o essencial: a saúde, a beleza e a alegria próprias dessa idade. A origem da palavra juventude é o Latim Juventus. Do mesmo étimo é Júnior, o que é mais jovem, o filho mais novo, mas que depois passou a designar aquele que tem o mesmo nome do pai, tornando-se sinônimo de filho nos sobrenomes, uma atribuição exclusivamente masculina. Existe José da Silva Filho ou Júnior, mas não há Maria da Silva Filha. E júnior não tem feminino. (O feminino de júnior não é sandy....) Na Grécia antiga a deusa da juventude era Hebe. Em Roma, Juventus. Ambas as deusas cantavam e dançavam ao som da lira. Quer dizer, a música e o movimento são característicos dos jovens desde a Antiguidade. Lira, instrumento musical com cordas semelhantes aos sulcos traçados pelo arado ao lavrar a terra. Por isso, quem delira, por metáfora, é quem sai desses traçados da vida. Há muitos mundos sob as palavras. Essas ideias ficaram preservadas nas palavras porque as sociedades antigas foram mais rurais do que urbanas. Ao contrário de hoje, quando a maior parte das pessoas mora em cidades, o povo morava na roça. Paganus, em Latim, quer dizer rural, rústico, rude, simples. Por isso erudito é o ex-rude, aquele cuja cultura vai além da cultura da terra e do corpo, que cultiva também o espírito.
2. O pavão tem a cauda enfeitada com os cem olhos de Argos Panópticos, o deus que tudo via e que fechava apenas a metade deles para dormir, cuja cabeça foi cortada por Mercúrio para poder libertar Io, amante de Zeus, que a transformara em vaca, com o fim de esconder da esposa Hera esse amor ilícito. Hera ficou com pena dele, recolheu seus olhos e os pôs na cauda do pavão para perpetuar sua beleza.
3. Todas as sociedades, mesmo as mais modernas, já foram pagãs, isto é, rurais. E as palavras revelam ou ocultam esses passados. Os deuses Juventus e Júpiter estão na origem de palavras como juventude, jovem, jovial etc.