NOME DE POBRE NO BRASIL

quarta-feira, 31 de julho de 2013

PADRE VIEIRA E O REI SALOMÃO: UM ERRO GENIAL

O famoso orador luso-brasileiro Antonio Vieira (1608-1697), descrevendo o baldaquim do rei Salomão (século X a.C.), cujo nome quer dizer Pacífico, do mesmo étimo de Shalom, paz, chama-o carroça e diz que os pés reais se apoiavam sobre uma representação da caridade, para mostrar que também esta virtude está submetida aos reis. Ele deve ter lido uma tradução equivocada.
Os originais do trecho citado, o Cântico dos Cânticos, tanto em Hebraico, como em Grego e em Latim, informam que “as filhas de Jerusalém enfeitaram com amor o revestimento do tálamo”. Antigos estudiosos da Bíblia evitavam traduzir o Latim charitas por amor. Preferiam caridade. Mas nas epístolas de São Paulo (10-67) o Latim charitas é traduzido amor: “Ainda que eu falasse todas as línguas do mundo, sem amor eu nada seria”.