NOME DE POBRE NO BRASIL

quinta-feira, 11 de julho de 2013

ETIMOLOGIAS DE ALCUNHA, MÚMIA, PIOLHO, TÔNICO, TONICO ETC

Alcunha: do Árabe al-kúnya, sobrenome. Joaquim José da Silva Xavier (1746-1792) é mais conhecido por sua alcunha, Tiradentes. Às vezes, a alcunha se confunde com o apelido. A semelhança entre Tônico e Tonico, apelido de Carlos Gomes, ensejou uma brincadeira com uma propaganda de um tônico para os cabelos no Brasil do século XIX. Como o famoso maestro usasse cabelos compridos, como então era moda, jovens alteraram o cartaz, mudando a propaganda: de “tônico para os cabelos” para “Tonico, apara os cabelos”. Distante: do Latim distante, declinação de distans, do mesmo étimo de distare, pela construção dis e stare, não estar. A distância sempre machucou as pessoas amadas e no cancioneiro são célebres os versos de Quem sabe, compostos pelo advogado, espírita e político brasileiro Francisco Leite de Bittencourt Sampaio (1834-1895), musicados por Antônio Carlos Gomes (1836-1896), quando, morando no Rio, sentia saudades da namorada que deixara em Campinas, no interior de São Paulo, sua terra natal: ”Tão longe de mim distante?/ Onde irá, onde irá teu pensamento/ Tão longe de mim distante?/ Onde irá, onde irá teu pensamento/ Quisera, saber agora/ Quisera, saber agora/ Se esqueceste, se esqueceste Se esqueceste o juramento”. Quem sabe se és constante/ Se ainda é meu teu pensamento/ Minh'alma toda devora/ Dá a saudade dá a saudade agro tormento./Tão longe de mim distante?/ Onde irá, onde irá teu pensamento/ Quisera, saber agora/ Quisera, saber agora/ Se esqueceste, se esqueceste Se esqueceste o juramento”. Múmia: do Latim mumia, cera, palavra vinda do Persa mum pelo Árabe mumya, que veio a designar no Português o cadáver embalsamado. A múmia mais célebre do antigo Egito é a de Tutancâmon (1354-1346 a.C.). Por muito tempo acreditou-se que o faraó tinha sido morto por um de seus conselheiros, que se casou com a viúva, mas em 2010 pesquisadores egípcios, alemães e italianos descobriram que ele sofria da doença de (Alban) Kohler (1874-1947), radiologista alemão que descobriu uma desordem rara nos ossos do pé da criança, que impede a irrigação sanguínea. O faraó sofria desta doença e pegou malária. Quer dizer, o conselheiro era inocente, o assassino tinha sido um mosquito. Noite: do Latim nocte, declinação de nox, tempo decorrido entre 18h e 6h, variando de acordo com as regiões, mas entendido em geral como horário em que está escuro, depois do pôr do sol até ao amanhecer no dia seguinte. Aparece no título da primeira obra musical de Antônio Carlos Gomes, A Noite do Castelo. Nascido a 11 de Julho de 1836, mas já estudando na Itália, ao ouvir, aos vinte anos, que um menino apregoava a venda do romance de José de Alencar, O Guarani, gritando pelas ruas “Il Guarany, il Guarany, storia interessante del selvaggi del Brasile” (O Guarani, O Guarani, história interessante dos selvagens do Brasil) comprou o folheto e compôs a mais famosa de suas óperas, cujos acordes ainda hoje abrem a Voz do Brasil. O mote famoso inspirou o título do romance do escritor Rubem Fonseca (88), O Selvagem da Ópera. A estreia em Milão levou Giuseppe Verdi (1813-1901) a dizer: “Questo Giovane comincia dove finisco io” (este jovem começa onde eu termino)”.
Piolho: do Latim pediculus, peduculus no Latim vulgar, designando inseto malófago, isto é, que come cabelos. Mallós, em Grego, é mecha de cabelo, tufo de lã, e phagos é o étimo de comer, presente em antropófago, aquele que come carne humana, pois o Grego ánthropos designa homem como em antropologia, estudo do homem. Os piolhos atacaram célebres personalidades históricas, como Cleópatra VII (69-30 a.C.), a mais famosa das rainhas egípcias com este nome, a quem os piolhos fizeram perder os cabelos, antes que ela perdesse a cabeça por seus amantes. Com piolhos, careca, enorme nariz e queixo pontudo, foi imortalizada no cinema pela belíssima atriz inglesa Elizabeth Taylor (1932-2011). Tônico: do Grego tonikós, que aumenta a energia, dá força, revigora. É do mesmo étimo de tónos, tensão, força. A própria palavra serve de exemplo, pois a primeira sílaba é tônica, isto é, forte. E o nome de um dos mais famosos almanaques brasileiros, o Biotônico Fontoura, resultou de junção de um xarope ainda hoje vendido nas farmácias, que vinha acompanhado da história de Jeca Tatu, personagem imortal do escritor José Bento Renato Monteiro Lobato (1882-1948), para quem o personagem preguiçoso era o símbolo do caboclo brasileiro, pobre e atrasado porque o meio não era hostil.