NOME DE POBRE NO BRASIL

terça-feira, 23 de outubro de 2012

PALAVRAS DE DIREITO, MEU NOVO LIVRO (NASCENDO...)

Letras & Direito têm vínculos de fogo encantadores e flamejam em cada palavra. O verdadeiro significado da palavra diz alguma coisa ainda antes de ela ser proferida ou escrita. Desde a tese de doutoramento que defendi na USP, cujo tema foram os 508 livros proibidos pós-64, que não me dedicava a essas conexões. Depois do FENEDE, voltei animadíssimo com as pessoas que lá conheci, como atuais e ex-alunos da Estácio Universidade, entre os quais um ministro do STJ, uma juíza, uma promotora de Justiça, dos quais falarei em outro post. Eis a capa de meu próximo livro sobre o tema, a ser lançado ainda este ano, desta vez sem as imposições da práxis da luta intelectual, apenas os sabores dos saberes do Direito. Manuelinha, minha única filha, é Promotora de Justiça, formada na USP, e desde os 14 anos dela, quando se decidiu por Direito, contemplo com os ollhares de uma paixão arrebatadora este curso que, não fora eu um homem de Letras desde quase o berço, teria sido a minha melhor escolha.