NOME DE POBRE NO BRASIL

domingo, 22 de setembro de 2013

MENSALEIROS SOLTOS, MAS A LUA, VÊNUS E CRISTO REDENTOR DERAM OUTROS AVISOS

É verdade que o ministro Celso de Mello enterrou de vez nossas esperanças de ver a ética e a justiça prevalecerem sobre as artimanhas jurídicas. Perdeu a chance histórica de redimir-se de ter absolvido o Collor! Mas, não! Como os outros cinco que votaram com ele, rendeu-se a mais uma das conhecidas chicanas, que desta vez atenderam pelo nome de embargos infringentes, e mandou o julgamento dos mensaleiros para as calendas gregas, para as cucuias. Ou alguém ainda acredita que criminosos condenados, como José Dirceu, José Genoíno, João Cunha et caterva ainda vão para a cadeia? Mas, há sempre algo de bonito na vida. No mês em que caiu essa desgraça sobre o povo brasileiro, envergonhando a todos nós, mas em especial deixando desolados os cinco ministros do STF que queriam pôr atrás das grades os pilantras citados, a Lua, Vênus e o Cristo Redentor nos lembraram a todos que na ordem natural das coisas não há embargos infringentes, e tudo o que é, é o que já foi, vem sendo e será. Os mensaleiros vão continuar roubando, sempre com o apoio de figuras como aqueles cinco, desta vez socorridos na hora H por um dos que já o haviam condenado. E nós, sem a ajuda de ninguém, confiando que aqueles cinco não arredem pé de suas convicções, continuaremos na luta. Enquanto isso, indiferentes a uns e outros, a Lua, Vênus e o Cristo nos haverão de lembrar que, conquanto lutando neste vale de lágrimas, não podemos nos esquecer de transcendências como esta. com que os três, unidos no meio de noite, nos presentearam. Na França, o fenômeno foi noticiado assim: Indescriptible! > > > > LA LUNE , VENUS ET LE CHRIST REDEMTEUR > > EN TOTAL HARMONIE > > (dimanche, 08/09/2013) >