NOME DE POBRE NO BRASIL

sábado, 15 de outubro de 2016

ATENÇÃO! A VÍRGULA NÃO FOI ABOLIDA

Tenho visto inúmeros "parabéns professor" hoje. A homenagem está errada. Sei quando começou esta falta de vírgulas. Foi no governo FHC com o programa "AVANÇA BRASIL". Como o ministro Paulo Renato de Souza, ex-reitor da Unicamp, era meu amigo, informei o erro, que era de uma agência de publicidade. Ah, os publicitários! Seus erros de Português são devastadores, pois que ouvidos, lidos e vistos por milhões de pessoas. Vejam abaixo a historinha que dá uma aula de VÍRGULA, do Latim "virgula", diminutivo de "virga", vara. Portanto, vírgula é uma varinha. Conhecem a historinha da herança?
“DEIXO MEUS BENS A MINHA IRMÃ NÃO A MEU SOBRINHO JAMAIS SERÁ PAGA A CONTA DO PADEIRO NADA DOU AOS POBRES.” Morreu, antes de fazer a pontuação. A quem deixava ele a fortuna? Eram quatro concorrentes: o sobrinho, a irmã, o padeiro e os pobres. 1) O SOBRINHO fez a seguinte pontuação: Deixo meus bens à minha irmã? Não! A meu sobrinho. Jamais será paga a conta do padeiro. Nada dou aos pobres. 2) A IRMÃ chegou em seguida. Pontuou assim o escrito : Deixo meus bens à minha irmã. Não a meu sobrinho. Jamais será paga a conta do padeiro. Nada dou aos pobres. 3) O PADEIRO puxou a brasa pra sardinha dele: Deixo meus bens à minha irmã? Não! A meu sobrinho? Jamais! Será paga a conta do padeiro. Nada dou aos pobres. 4) Então, chegaram os POBRES da cidade. Espertos, fizeram esta interpretação: Deixo meus bens à minha irmã? Não! A meu sobrinho? Jamais! Será paga a conta do padeiro? Nada! Dou aos pobres.