NOME DE POBRE NO BRASIL

segunda-feira, 13 de junho de 2016

COLUNA DE SÉRGIO NOGUEIRA NO WWW.G1.GLOBO.COM: SEMPRE IMPERDÍVEL

http://g1.globo.com/educacao/blog/dicas-de-portugues/post/qual-o-plural-de-mico-leao-saiba-mais-sobre-palavras-compostas.html Qual o plural de mico-leão? Saiba mais sobre palavras compostas VOCÊ SABE... ...qual é a origem da palavra baderna? Há controvérsias. 1. O professor Deonísio da Silva, no seu livro De onde vêm as palavras, afirma que baderna vem “do latim baderna, que no francês deu baderne e no italiano baderna, todos os vocábulos com o significado de desordem, bagunça”. 2. No dicionário Michaelis, encontramos: “baderna sf (de Baderna, np)”. Isso significa que baderna é um substantivo feminino (sf) e deriva de Baderna, nome próprio (np). Esse nome próprio está explicado no dicionário Aurélio: “baderna [Do antropônimo Baderna, de uma dançarina que esteve no Rio em 1851.]” Segundo o mesmo dicionário Aurélio, a palavra baderna que vem do latim baderna ou do francês baderne é um tipo de botão usado na Marinharia. Pelo visto, é bastante forte a tese de que baderna (=bagunça, desordem) vem mesmo da dançarina Maria Baderna, que teria feito muito sucesso entre nós e levados seus fãs ao delírio. Devido às manifestações exageradas, eram chamados de badernistas: fãs de Maria Baderna e desordeiros. O fato de um nome próprio tornar-se comum não é impossível, muito menos “proibido”. Há outros exemplos, como é o caso da palavra carrasco (=executor de pena de morte, algoz, verdugo). Segundo o dicionário Aurélio e o professor Deonísio da Silva, carrasco deriva do antropônimo Carrasco, de Belchior Nunes Carrasco, célebre algoz que teria vivido em Lisboa no século XVII. É o que, na prática, já está acontecendo com a palavra “aurélio” quando é usada como sinônimo de “dicionário”. DICA Formação do plural – Parte 3 Plural das palavras COMPOSTAS 1) Quando o substantivo composto é constituído de palavras que se escrevem ligadamente, sem hífen, somente o último elemento vai para o plural: aguardentes, pontapés, vaivéns... 2) Quando a palavra composta, com HÍFEN, é constituída de substantivos que têm plural, o normal é os dois irem para o plural: abelhas-mestras, amigos-ursos, capitães-tenentes, capitães-aviadores, cartas-bilhetes, cirurgiões-dentistas, couves-flores, decretos-leis, micos-leões, pesos-galos, porcos-espinhos, sacis-pererês, tamanduás-bandeiras, tenentes-coronéis... 3) Quando a palavra composta, com HÍFEN, é constituída de substantivos e o segundo faz papel de adjetivo (especifica o primeiro), os dois elementos poderiam ir para o plural, mas a forma preferencial é só o primeiro ir para o plural: bombas-relógio, canetas-tinteiro, carros-bomba, decretos-lei, elementos-chave, homens-macaco, homens-rã, licenças-prêmio, livros-caixa, mangas-rosa, navios-escola, operários-padrão, papéis-moeda, peixes-boi, pombos-correio, salários-família, tatus-bola... A diferença é a seguinte: em TENENTE-CORONEL, o segundo substantivo NÃO faz papel de adjetivo (= tenente-coronel NÃO é um tipo de tenente). O plural é TENENTES-CORONÉIS; em OPERÁRIO-PADRÃO, o segundo substantivo faz o papel de adjetivo (= operário-padrão é um tipo de operário). O plural é OPERÁRIOS-PADRÃO. Observe que algumas palavras aceitam as duas formas de plural: DECRETOS-LEIS ou DECRETOS-LEI. Observe também que muitas palavras NÃO seguem a regra: CIDADES-SATÉLITES, MICOS-LEÕES, TAMANDUÁS-BANDEIRAS... A tendência atual é pôr os dois substantivos no plural. DESAFIO Que é antropônimo? a) nome de lugares; b) nome próprio de pessoa; c) nome igual. Resposta do DESAFIO: Letra (b) = antropo (=ser humano) + ônimo (=nome). O nome de lugares é topônimo, e nome igual é homônimo. DÚVIDAS 1ª) Leitor quer saber se a frase “Autor desmistificou o herói” está correta? Como a intenção era dizer que o herói deixou de ser um mito, o correto seria dizer “Autor desmitifica o herói”. Desmitificar vem de mito, e significa “desfazer o mito, acabar com o mito”. Desmistificar vem de mística, e significa “acabar com a mística, desfazer a farsa, o engano”. 2ª) Qual é a diferença entre DESTRATAR e DISTRATAR? a) DESTRATAR é “tratar mal”; b) DISTRATAR é “romper um contrato”.